PROJETO DE INCLUSÃO SOCIOPRODUTIVA PIS 01/2018 –nº 17013NOME - MÃTSISIPATÃ NUKUN YUNU XARABÚ BANAKI


  • PROJETO DE INCLUSÃO SOCIOPRODUTIVA PIS 01/2018 –nº 17013 NOME - MÃTSISIPATÃ NUKUN YUNU XARABÚ BANAKIN (Desenvolvendo nossa agricultura orgânica) Instituição Proponente: Federação do Povo Huni Kui do Acre – FEPHAC PRESIDENTE – NINAWA INU PEREIRA NUNES HUNI KUI Convenio - nº 17013 Fundação Banco do Brasil – FBB e FEPHAC Assinatura do Convenio – 16/05/2018 Período de vigência – 16/05/2018 – 16/05/2020 A Federação do Povo Huni Kui do Estado do Acre - FEPHAC é uma Federação civil sem fins lucrativos que agrega as diversas associações, organizações e comunidades Huni kui em território brasileiro, sendo, portanto, o órgão de representação máxima deste povo em qualquer assunto de interesse coletivo destes.

Os Huni Kui são um povo indígena que se localiza geograficamente no norte do Brasil, região amazônica, no estado do Acre e no sudoeste do peru. São pertencentes do tronco linguístico Pano e tem cultura, costumes, valores e língua própria. Possui uma população de aproximadamente 15 mil pessoas, com 106 Aldeias e 12 Territórios, que estão localizados nos municípios de Marechal Thaumaturgo, Jordão, Tarauacá, Feijó e Santa Rosa. O principal objetivo da presente proposta é a Estruturação e fortalecimento das principais cadeias de produção orgânica garantindo a segurança alimentar e tradicional, extrativista e de base agroecológica, para fortalecer e incentivar o manejo sustentável dos recursos naturais colaborando para criação de cadeias de valor nas terras Huni Kui; manutenção de plantio nos roçados, incentivar a plantação de hortas orgânicas e parques medicinais. Incentivar a recuperação de áreas degradadas e o plantio de frutíferas; Valorizar a utilização de técnicas tradicionais Huni Kui no uso da terra; Realizar oficina de capacitação para fortalecer a produção orgânica, comercialização de produtos e gestão financeira, adquirir equipamentos de transporte fluvial e ferramentas de apoio para escoamento da produção.



O projeto está sendo implementado com financiamento por meio de Convenio assinado com a Fundação Banco do Brasil, que vem oportunizando as comunidades tradicionais através de editais, terem recursos para desenvolverem suas demandas voltadas a segurança alimentar orgânica. As duas aldeias contemplada foram consideradas piloto do projeto, que de acordo com o desenvolvimento poderá ser replicado para outras aldeias Huni Kui. As aldeias contempladas são: Nova Mudança e Porto Rico situadas no mesmo Território Indígena Alto Rio Purus, Município de Santa Rosa e as aldeias Iskuya Yuxibu, Txanaya e Xinã Bena Mukaya na Terra Indígena Hene Bariá Namakia “antigo Seringal Curralino”, no médio rio Envira, município de Feijó, e o público alvo beneficiado com essa proposta são mulheres, homens, idosos, jovens e crianças que vivem nessas terras, totalizando 61 famílias.



  • Considerando a necessidade de realizar as ações propostas pelo projeto em questão espera-se que a comunidade em aproximadamente 02 (dois) anos possa estar com as cadeias de valor organizadas, colhendo resultados, sendo os empreendedores de seus produtos e obtendo renda familiar de maneira autônoma afirmando a identidade Huni Kui. E que o projeto proposto possa ser um modelo as demais terras Huni Kui. O Projeto está avaliado em R$ 214.740,00

NINAWA INU PEREIRA NUNES HUNI KUI Líder do Povo Huni Kui Presidente da FEPHAC





33 visualizações

© Copyright© 2020, FEPHAC,  Todos os direitos reservados.